MEIO AMBIENTE

O meio ambiente é a sua saúde!

05/28/2019

Não podemos falar sobre saúde se não dissertamos acerca do meio ambiente porque, se cada um de nós tem realmente o interesse de crescer é evoluir de fato, modificar seus hábitos de vida e se sentir mais feliz e saudável, é de extrema importância que se leve em consideração o quanto o meio ambiente afeta a vida de cada um de nós de um modo exponencial.
Inúmeros fatores ambientais podem afetar a sua saúde de diversas formas. Conforme a  Organização Mundial de Saúde (a OMS), um número maior que três milhões de crianças com menos de cinco anos falecem anualmente por causas relacionadas com o  meio ambiente, como por exemplo o ar poluído, os radicais livres, a água extremamente contaminada, assim como a falta é por muitas vezes a total ausência de saneamento básico.

Você sabe o que está comendo e onde está vivendo?

Ainda é preciso salientar os efeitos da comida que comemos, como é cultivada e manejado, o ar que se encontra ao nosso redor e pelo qual somos obrigados a respirar. Enfim, tudo isso e mais um pouco  determina e desempenha um papel muito importante no nosso bem estar é na nossa saúde em geral.
Abaixo, iremos citar alguns exemplos de como alguns fatores ambientais afetam nossa saúde e qualidade de vida de inúmeras formas.

Primeiro de tudo, devemos dissertar sobre a qualidade do ar interno:

Todo tipo de mofo, assim como a poeira existente na maioria dos ambientes, podem potencializar e contribuir de modo efetivo para o desenvolvimento de condições e doenças crônicas, como por exemplo a asma e diversos tipos de alergias.

A fumaca dos cigarros mata!!! Mesmo que passivamente

A fumaça dos cigarros, mesmo que inalada de forma passiva em residências e locais de trabalho representa um risco altamente significativo. Na realidade, o Instituto Nacional do Câncer afirma que dentre os produtos químicos identificados no cigarro, mais de cinquentas substâncias que foram encontrados, podem causar câncer.

Alguns tipos de lareiras e aquecedores dotados de ventilação precária podem contribuir exponencialmente para o risco de surgimento de doenças pulmonares.
Materiais de construção extremamente comuns, como por exemplo o cloreto de polivinila (PVC), podem ser fatores desencadeantes da asma, e o formaldeído (também empregado na construção civil) pode ocasionar irritação nos olhos, nariz e garganta; chiados no peito e tosse; fadiga; erupção cutânea; reações alérgicas graves e possivelmente, atuar no desenvolvimento de câncer.

Em segundo lugar, é importante se atentar a qualidade da água que consumimos:

Atualmente, a maioria da água é contaminada por chumbo devido a construções antigas e isso afeta negativamente o cérebro, rins, sistema nervoso e glóbulos vermelhos. A contaminação do lençol freático também é responsável por inúmeras doenças, assim como o bisfenol A (BPA), um produto químico usado em garrafas plásticas de água, que parece imitar os efeitos do estrogênio e pode interferir nos níveis hormonais e aumentar o risco humano para distúrbios reprodutivos.

Além de tudo isso, afeta também nossa saúde e meio ambiente a qualidade dos alimentos que ingerimos, a exposição ao campo eletromagnético (EMF), assim como a poluição visual e sonora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *